50 of the Best Business Card Designs

Por que há variação de cor nos materiais?

Todo mundo já passou pela experiência de visualizar uma determinada cor no computador e ao imprimir perceber que ela está com alguma variação de tonalidade ou, pior ainda, virou algo completamente diferente do esperado.
Essa é uma dúvida muito comum entre clientes de gráficas: por que há variação de cor nos materiais?

De maneira rápida, podemos explicar assim: na escala cromia, conhecida como CMYK, pode ocorrer variação de cor de 10% a 20%, o que pode gerar uma diferença bem grande entre expectativa e realidade.

Essas inconsistências podem surgir devido a diversos fatores. Pensando nisso, trouxemos alguns desses motivos para que você se prepare para resolvê-los. Veja só!

Diferença pelo do sistema de cores

Com toda certeza você já ouviu falar pelo menos uma vez das siglas RGB e CMYK, além de ter escutado sobre a palavra Pantone, certo? Cada uma é uma escala de cores e tem uma função específica:

 RGB: essa é a sigla para red (vermelho), green (verde) e blue (azul). É a escala usada em objetos que produzem luz — como computadores, TVs, câmeras digitais e scanners. As diferentes tonalidades que aparecem nesses meios são resultado da mistura dessas cores.

 CMYK: é a sigla de cyan (ciano), magenta, yellow (amarelo) e black (preto). Esse sistema é um dos mais utilizados para impressões e produz uma grande variação de tons graças à combinação dessas 4 cores.

 RGB x CMYK

A quantidade de cores possíveis de se criar com o sistema CMYK é muito pequena quando comparada ao RGB. Por isso, fica impossível reproduzir com fidelidade no material impresso alguns tons que vemos na tela. Isso ocorre porque o CMYK está limitado à utilização da mistura de tintas e ao papel, enquanto o RGB é composto por luz.

Fique por dentro

Receba nossas novidades em seu email

Atendimento

21 2792-5000

Onde estamos

Av. Gov. Celso Peçanha, 114
Mesquita, RJ.

Mídias Sociais

Universo Digital © 2018. Todos os direitos reservados.